É um prazer tê-lo aqui...

É um prazer tê-lo aqui...

Seu Comentário me deixa Feliz!!!

20 de março de 2014

Papo de Menina: Amigas de verdade...

Sou abençoada por ter ótimas amigas, todas com uma personalidade completamente diferente entre si e também meu oposto... Mas não dizem que os opostos se atraem?

O melhor é que além de todas as diferenças, a amizade é daquelas que não é preciso acionar o alerta de SOS, uma já compreende a outra sem qualquer cerimônia ou chamado...























Não tenho amigas de infância, as que tenho foram 'aconchegadas' pelo meu coraçãozinho à bateria após minha separação do pai das meninas, mas tenho uma que é cativa desde pequena, estudamos na mesma escola em Vitória/ES duas vezes e por pouco tempo, uma quando eu era pirralha e depois na adolescência, época que marcou esta amizade porque aproveitamos muito juntas. Quando voltei para Brasília, nós escrevíamos cartas enormes semanalmente contando tudo uma para a outra, mudei várias vezes e as cartas me acompanhavam, depois casei, descasei, casei novamente, tive a primeira filha,  e as cartas já começavam a ficar escassas, até que não haviam mais cartas, nem existia computadores e celulares, muito menos e-mails... 

Passaram anos e a vida não se preocupou em unir novamente as duas, até que inventaram o Facebook, custei para entrar no rol das redes sociais, um dia resolvi aderir e fui buscar a minha amiga perdida, levei meses, até que um dia enfim, encontrei minha querida amiga e fui encontrada por ex-amigos que nem imaginava encontrar, pois não lembrava-me deles, sem querer foram me encontrando, porque também sou uma negação para encontrar pessoas, mas o resgate dessa amizade, até então perdida, foi como imaginava, parecia que nunca havíamos nos perdido, claro que minha memória seletiva não contribui muito para recordar pessoas e aventuras, mas aos poucos vou resgatando memórias felizes...


















As amigas adultas são muitas, temos afinidades que as vezes penso que deve ser de outras vidas, somos tão diferentes e temos tanto em afinidades, nos compreendemos, nos reconfortamos, nos damos broncas, muitas broncas, nos avacalhamos e o mais incrível é que os anos passam, a vida nos absorve de variadas formas, passamos por problemas e provações, mas continuamos iguais, juntas somos adolescentes, nos divertimos muitos e aproveitamos nossos encontros, papos e broncas como meninas da escola... Temos até liberdade irrestrita para falarmos mal do marido da outra, dos filhos umas das outras, sem qualquer cerimônia, claro que sempre como críticas construtivas, afinal, maridos e filhos podem ser uma tormenta em nossas vidas...
Minhas queridas amigas, irmãs de alma, não fazem parte do mesmo grupo, nem temos grupos, mas quando reúno uma com outra num encontro qualquer, surge um link, talvez eu seja o link, que hoje é chamado de vibe...

Claro que minha educação dita que não devo ligar para alguém antes das 10h e depois das 22h, mas quando o assunto é SOS, não tem hora nem lugar, maridos que fiquem assistindo TV, dormindo, no trabalho ou sei lá onde, amigas em primeiro lugar, e nem precisa avisar, mas não pode ser na hora da novela do momento ou do seriado predileto, entretanto, se rolou um insight, ou mesmo saudade à toa da amiga, dane-se o mundo, a gente se liga, aparece, vai atrás onde quer que seja, porque a coisa é séria, pelo menos, sempre que tenho uma sensação diferente, há algo... Quando não tem é melhor ainda...


É assim porque não temos frescuras, não há etiqueta, nem agenda, se está na novela e eu não assisto aquela, fico vendo até dar o comercial, então ligo e pergunto se está tudo certo, se Sim, ok... Se Não, combino que 'daqui a pouco te ligo e falamos'... 

Taí uma benção divina, Amigas, são irmãs que escolhemos, família de alma, parte da essência da felicidade, onde as lágrimas, mesmo as minhas que são raras e 'secas', porque sério, não lembro a década em que chorei, se chorei foi rápido demais para perceber, mas minhas amigas são choronas, e a gente se dá a mão, o ombro, o braço inteiro, até transcende se necessário for, mas as risadas, gargalhadas são tantas e tão presentes que nem dá tempo de ficar com a cara inchada, mas ´da para ficar com a barriga dolorida de tanto rir...




















Por isso é tão especial, somos juntas tão espetaculares que o pequeno some diante do dragão que é sermos amigas...

E não precisamos de muito, simplesmente somos nós mesmas!!!

Amém!!!







2 comentários:

Receber seu comentário me deixa muito feliz, obrigada!!!
Não se esqueça de assinar para que eu possa saber quem me deixou mais feliz!!!! Bjim...